Como Investir no Tesouro Direto sem medo em 5 passos

Como Investir no Tesouro Direto sem medo em 5 passos

O que é o tesouro direto?

Tesouro direto foi feito para permitir que o investidor pessoa física compre títulos públicos.

Dívida Pública

O governo assume essa dívida, pois possui gastos com saúde, educação, etc. Dessa forma ele precisa financiar esses gastos. Uma das formas do governo arrecadar dinheiro é através dos tributos (Imposto de renda, IPVA, entre outros). Outra forma é contraindo dívidas por meio da emissão de títulos públicos.

Dessa forma o governo:

  • Emite títulos de dívida.
  • Recebe o valor da pessoa e promete pagar a ela o valor total + juros que são acordados no momento da compra.
  • O pagamento do valor pode ser em uma única vez. Exemplo: Empresto ao governo R$ 10.000,00 a uma taxa de juros de 8% ao ano com vencimento no ano seguinte. No ano seguinte receberei R$ 10.800.00 sem descontar o imposto de renda e outras taxas (falarei mais em seguida).
  • O pagamento pode ser feito em parcelas. Exemplo: Empresto ao governo R$ 10.000,00 a uma taxa de juros de 8% ao ano com vencimento no ano seguinte. Se o pagamento dos juros combinado for de 6 em 6 meses, passados 6 meses eu receberia os sobre os 10.000,00 reais que eu emprestei até aquela data. No vencimento, eu receberia os 10.000,00 mais os juros restantes.

O que são títulos públicos

Os títulos públicos são ativos de Renda Fixa. No dia da compra, você sabe quanto receberá no futuro. Renda fixa não significa que não existe risco. Você verá isso mais adiante, mas posso dizer que o risco de você tomar “calote” é extremamente baixo.

Se isso acontecer, pode ter certeza que não é só você que vai se dar mal. Os bancos privados emprestam bastante dinheiro para o governo.

Podemos dividir os títulos públicos em basicamente 2 categorias:

  • Pré-fixados
    • O investidor sabe exatamente a rentabilidade que irá receber se esperar até o final da aplicação.
  • Pós-fixados
    • O investidor receberá uma remuneração de acordo com um indexador (são índices como o IPCA, por exemplo, que serve para medir a inflação).

 

Os títulos mais famosos são:

LFT

(Letras Financeiras do Tesouro) – Tesouro SELIC

É um título pós-fixado, pois se valor é corrigido pela variação da taxa básica de juros, a Taxa SELIC. Pode-se considerar um investimento bem conservador.

Vantagens:

  • Irá variar de acordo com a Taxa SELIC. Logo, é uma alternativa muito boa se compararmos ao CDB, pois a LFT paga muito próximo de 100% do CDI.
  • É um título interessante para o curto prazo.

Desvantagens:

  • Em um cenário de queda de taxa de juros ou de inflação a níveis próximos da Taxa SELIC, o ganho real pode ser próximo a zero.

LTN

(Letras do Tesouro Nacional) – Tesouro Prefixado

É um título pré-fixado, ou seja, você sabe a rentabilidade prometida da aplicação se esperar até o vencimento.

Vantagens

NTN-F

Notas do Tesouro Nacional Série F) – Tesouro Prefixado com Juros Semestrais

É um título semelhante a LTN, com uma pequena diferença: paga juros periodicamente.

As desvantagens são as mesmas da LTN e as vantagens também, com apenas uma diferença: você recebe os juros semestralmente. Podemos discutir se isso é vantagem ou não, mas para muitos é.

NTN-B

(Notas do Tesouro Nacional Série B) – Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais

É um título pós-fixado indexado a inflação. Isso significa que o valor do título é atualizado pelo IPCA (índice de inflação utilizado pelo governo). A NTN-B distribui juros periodicamente, ou seja, se você investiu dinheiro na NTN-B irá receber semestralmente um valor na sua conta. Uma NTN-B com que paga 4% ao ano rentabiliza 4% + inflação ao ano. Se a inflação for de 6% o seu título irá valorizar 4% + 6% = 10%.

Vantagens:

  • Rentabilidade real, ou seja, rentabiliza acima da inflação.
  • Muito interessante para quem deseja acumular patrimônio num prazo longo, tendo uma rentabilidade acima da inflação.
  • Título possui prazos longos o que ajuda quem quer investir para o longo prazo.
  • Bom para quem quer receber renda corrigida pela inflação.

Desvantagens:

  • Se os juros subirem e você precisar do dinheiro no curto prazo, pode ter perda de capital.
  • No curto prazo tende a oscilar bastante.

NTN-B

Principal

Tesouro IPCA+

Semelhante a NTN-B, mas não paga juros semestralmente. Você só receberá o valor investido no vencimento ou se vender antecipadamente.

Possui vantagens e desvantagens semelhantes a da NTN-B. No entanto, não você não irá receber renda periódica.

Como começar a investir no Tesouro Direto em 5 passos:

FINALMENTE vamos para o que interessa!

first 1. Cadastro

Você deve fazer um cadastro no site do Tesouro Direto ou ter conta em um banco ou corretora que trabalhe com esses títulos. Não se esqueça de verificar os CUSTOS ENVOLVIDOS!

 passo1  2. Descubra o seu Perfil:

Existem títulos para os mais diversos tipos de gosto. É muito importante você saber exatamente o que quer, pois isso que define qual título você irá comprar.

A primeira questão que você deve é quanto a Rentabilidade do título que você vai comprar. Existem opções de títulos para diferentes perfis, por isso veja qual a resposta mais adequada:

1

Prefiro saber exatamente quanto receberei no dia de vencimento do título;

O mais importante para mim é ter um título que gererendimento acima da inflação;

Quero ter umarentabilidade próxima a taxa básica de juros da economia (taxa SELIC).

De acordo com o que você precisar, um título diferente será sugerido a você pelo tesouro direto.

Se você responder a opção 1 para a primeira questão serão sugeridas a NTN-F ou LTN. Se escolher a opção 2 serão sugeridas a NTN-B e NTN-B Principal. Caso escolha a opção 3 será sugerida a LFT.

Após responder a primeira, você terá um segundo passo que é escolher como quer receber o valor que investiu:

Qual é o título mais adequado para você? Quadro de respostas:

a

Quero receber juros periódicos, por querer reaplicar o dinheiro em algum outro investimento ou quero usufruir da renda;

b

Quero receber apenas tudo no dia do vencimento.

De acordo com o que você precisar, um título diferente será sugerido a você pelo tesouro direto.

Se você responder a opção 1 para a primeira questão serão sugeridas a NTN-F ou LTN. Se escolher a opção 2 serão sugeridas a NTN-B e NTN-B Principal. Caso escolha a opção 3 será sugerida a LFT.

Após responder a primeira, você terá um segundo passo que é escolher como quer receber o valor que investiu:

Qual é o título mais adequado para você? Quadro de respostas:

1a

NTN-F

1b

LTN-F

2a

NTN-B

2b

NTN-B Principal

3a

Não existe

3b

LFT

 4  3. Mãos a obra!

Hora de começar! Depois de saber o seu perfil e o título que está mais de acordo com você basta ir às compras. A compra pode ser feita pelo próprio site do tesouro direto após você realizar o seu cadastro.

O tesouro direto possui uma função que reinveste automaticamente o seu dinheiro. É muito bom para quem não quer se preocupar com isso.

Algumas corretoras também oferecem essa função de reinvestir o dinheiro automaticamente.

 3  4. Acompanhe os resultados

É interessante acompanhar como vão os seus investimentos no site do tesouro direto. Tente não olhar todo o dia, dependendo do título que você tem isso pode dar dor de cabeça. Pense como um investidor não como um especulador de curto prazo.

É MUITO IMPORTANTE que você não fuja da sua estratégia inicial. Falo isso porque muitas pessoas, quando olham que os outros títulos estão valorizando mais que o seu, tendem a querer migrar para outro tipo de investimento. Isso no longo prazo tende a gerar mais perdas do que ganhos.

 5  5. Venda quando for a hora

Siga a sua estratégia inicial para vender seus títulos. Quando a hora de vender os títulos chegar ou quando você atingiu o seu objetivo é hora de desfrutar! Hoje os títulos públicos tem liquidez diária! Isso significa que você pode vender seus títulos em qualquer dia útil.

 6   6. Dica de bônus

Essa dica que vou falar aqui é algo que poucos sabem.

Você pode dividir o seu dinheiro investido no tesouro direto em várias partes:

  • O dinheiro de emergência pode ser investido na LFT, pois ela é um investimento de prazo mais curto e com a taxa de juros subindo ou caindo você não tenderá a ter perdas, mas sim poderá ganhar menos ou mais.
  • O dinheiro de prazo médio pode ser investido na LTN ou NTN-F, pois ambos tendem a gerar um ganho um pouco acima da LFT. Isso ocorre, pois elas possuem o risco da taxa de juros subir. É muito importante que o dinheiro nesse título só seja resgatado no vencimento.
  • A NTN-B e NTN-B Principal, podem ser o carro chefe para a aposentadoria. Não olhe as oscilações de curto prazo, pois elas podem gerar muitas dores de cabeça.
  • Não se esqueça de que o investidor de sucesso pensa no longo prazo não no curto.
  • Uma guerra é feita de várias batalhas e não apenas de poucas. Quem foca em uma única batalha não vence a guerra.

 7   Riscos

Existem basicamente 2 riscos:

  • Risco de crédito
    • É o risco de tomar o famoso “calote”. O risco dos títulos públicos é extremamente baixo, pois se o governo der o calote, o impacto seria bem forte no resto da economia e ninguém quer isso. O risco é considerado extremamente baixo pelos especialistas.

 

  • Risco de Mercado
    • O valor dos títulos oscila diariamente. Por isso é muito importante você comprar títulos de acordo com a sua necessidade. Existem títulos sugeridos para curto prazo e para longo prazo. Se você compra um título de prazo maior, terá um risco de perder dinheiro se precisar do dinheiro antes da data de vencimento.

No entanto, o contrário também pode ocorrer, uma vez que você pode ter um grande ganho.  Já aviso que especular no mercado de títulos públicos não é coisa para peixe pequeno então cuidado com as brincadeiras!

8  Custos e Tributação

Entre as tributações temos o famoso Imposto de Renda que varia da seguinte forma:

  • 22,5% para aplicações com prazo de até 180 dias;
  • 20% para aplicações com prazo de 181 dias até 360 dias;
  • 17,5% para aplicações com prazo de 361 dias até 720 dias;
  • 15% para aplicações com prazo acima de 720 dias.

Para resgates em aplicações com menos de 30 dias existe também o IOF. Existem mais 2 custos:

  • Taxa cobrada pela BMF&BOVESPA que é a taxa de custódia de 0,3% ao ano sobre o valor dos títulos.
  • Taxa cobrada pela instituição financeira que varia de instituição para instituição. O site do tesouro direto oferece um ranking das taxas das instituições financeiras. Link AQUI.

Para saber mais detalhes das taxas basta clicar AQUI.

Finalizando

Para finalizar estou colocando aqui o LINK para um simulador do tesouro direto.

ts1

Na direita ainda existem campos como descubra o título mais adequado para você (já citado anteriormente)consulte a rentabilidade dos títulos e consulte os preços e taxas dos títulos.

Também criei essa videoaula para você saber como utilizar a calculadora do Tesouro Direto.

Se você quiser dar um passo a mais e começar a investir no Tesouro Direto a partir de HOJE, recomendo que você faça parte do treinamento Tesouro Direto Express.

Lembrando que, como nos outros treinamentos, do site trabalhamos com uma Garantia Incondicional de 30 dias. Isso significa que se em 30 dias você não gostar do treinamento por qualquer motivo, basta me enviar um e-mail que solicitaremos a devolução do seu dinheiro.

O seu Risco é ZERO!

Para finalizar deixo aqui abaixo alguns Artigos e Leituras Complementares:

Vou finalizar por aqui.

Se você gostou ou ficou com dúvidas, deixe seu comentário abaixo!

Abraços,